Churchill sobre Stálin




"Ele foi uma figura destacada que se impôs ao nosso tempo, aquele período no qual transcorreu sua vida. Stalin foi um homem com erudição e energia incomuns, com uma inabalável força de vontade, brutal, áspero, impiedoso tanto no trabalho como nas conversações; inclusive eu, educado no parlamento inglês, nunca pude contestá-lo em nada... Em suas obras soava uma força colossal. Esta força era tão grande em Stalin que parece que ele é inigualável entre os dirigentes de todos os tempos e povos (...)

"A sua influência sobre as pessoas era incontestável. Quando ele entrou na sala da conferência de Yalta, todos nós como que respondendo a um comando, pusemos-nos de pé. E, surpreendentemente, mantínhamos as mãos nas cinturas. Stalin tinha uma inteligência profunda, lógica e razão, privado de todo pânico. Ele era um mestre perfeito para encontrar nos momentos difíceis os caminhos para sair das situações mais difíceis. Ele era um homem que liquidava os seus inimigos com as mãos dos seus inimigos, ele nos obrigou, a nós que ele chamava abertamente de imperialistas, a lutarmos contra os imperialistas... Ele encontrou a Rússia com arado e a deixou equipada com armas atômicas.”


1 comentários:

  FER.

9 de maio de 2013 20:45

Eu como Marxista, tenho certo apreço pelo Camarada estaline, mas também acho que cometeu erros enormes que deviam ser serenamente analisados e até, criticados. O culto da personalidade é uma verdadeira tontaria, pois para mim e muitos revolucionários, é uma atitude antimarxista, pois que me diga seja quem for one no O CAPITAL, exista apelos ou citações ao culto da personalidade, e nisso Estaline foi um verdadeiro mestre, que tal como Trotsky nas suas ambições desmedidas de poder pessoal, não hesitaram em serem os artifices do aniquilamento de verdadeiros Comunistas na URSS, Camaradas que foram combatentes da Revolução de Outubro, foram afastados ou pura e simplesmente aniquilados...Estaline foi de verdade um Grande Lider e militar na vitória contra o nazismo, mas isso não nos deve impedir de o criticar em muitas das suas decisões que de verdade são criticáveis, (o pacto com hitler na qustão da Polónia foi uma vergonha)..era bom que nós os Militantes da Esquerda reflectissemos acerca de erros por nós cometidos, os analizássemos, e de uma vez por todas se acabasse com essa atitude antimarxista que é o culto da personalidade...(perdoem-me a expressão mas não acredito em deuses) venham eles de que quadrante vierem, conheci muitos individuos que se diziam verdadeiros comunistas e que agora militam ou estão no governo e nos partidos da direita e extrema direita POrtuguesa. Eu pelo contrário, critico ou não, continuo na minha,não mudei de campo, e penso não mudar...A Luta Continua...Saudações Revolucionárias.