Monumento de Lênin desmontado no centro de Ulan Bator


Em Ulan Bator, capital da Mongólia, um monumento de Lênin, erigido no centro da cidade há 58 anos, foi desmontado na presença de um grande número de pessoas e jornalistas.

Durante a desmontagem do monumento, um representante da administração da cidade interveio perante o público, fazendo lembrar que mais de 3.000 mongóis se tornaram vítimas de repressões nos tempos de Lênin e de Stalin. Mas o responsável não mencionou que foi nos tempos de Lênin que a Mongólia recebeu importante ajuda da URSS na luta pela independência.

Até o fim da Segunda Guerra Mundial, a União Soviética foi o único país que reconheceu a independência da Mongólia.

Fonte: Voz da Rússia

0 comentários: