¡Televisión, manipulación! Nova invasão de TV, agora na Espanha

Uma centena de jovens procedentes do acampampamento de Glorieta de Múrcia, na capital dessa região espanhola, governada pelo PP, ocuparam ao meio dia de ontem a sede da televisão 7RM.

Na redação do canal, um dos manifestantes subiu a uma mesa e leu um manifesto reivindicando "o direito a uma livre informação, a uma programação cultural de melhor nível e, em definitivo, a utilizar uma televisão pública para dar uma informação pública para valer".

Também exigiram uma "televisão pública de qualidade onde o conselheiro delegado não possa desviar dinheiro à sua produtora".

O ato de protesto aconteceu minutos antes das 13:00 horas sem que os seguranças pudessem fazer nada para evitar a ação. Tanto a Guarda Civil como a Polícia dirigiram-se ao local e identificaram alguns dos manifestantes, o que poderá dar lugar a eventuais atuações repressivas.

Depois de concluírem a leitura do manifesto, os jovens foram-se embora, cantando palavras de ordem como "Não somos violentos" ou "Este movimento ninguém para".

Embora algumas fontes da imprensa burguesa tenham afirmado que os jovens provocaram danos no mobiliário, os próprios empregados do canal desmentiram tal suposição.



0 comentários: