URSS venceria a guerra sozinha

Nesta ótima entrevista concedida ao canal russo RT, o insuspeito escritor inglês Geoffrey Roberts, que se denomina "anti-Stalin", afirma que a URSS poderia ter vencido a II Guerra Mundial sozinha, sem ajuda dos aliados. Para nós, comunistas, isso não é nenhuma novidade. Sabemos que os aliados adiaram o quanto puderam qualquer auxílio aos soviéticos, esperando que a URSS fosse derrotada pelos nazistas para, assim, acabar de vez com o socialismo, que tanto os amedrontava. No entanto, para o grande público essa verdade ainda não chegou. Geoffrey critica, inclusive, a ignorância histórica generalizada dos americanos ao pensarem que os EUA venceram a II Guerra Mundial.

Geoffrey afirma que, sem a liderança de Stalin, a URSS poderia até ter perdido a guerra. Stalin, para ele, é a figura mais importante da primeira metade do século XX, cujo principal papel na II Guerra foi manter a unidade e a coesão de seus liderados. Isso foi possível pois Stalin inspirava confiança entre a população soviética em geral e era, ele próprio, um símbolo de todo um país unido. Na opinião de Geoffrey, toda a guerra gira em torno de suas habilidades de coordenação. Stalin é o grande herói não apenas da URSS, mas sim de todos os povos aliados.

E afirma: a URSS poderia ter vencido a guerra sozinha. Isso custaria mais vidas e levaria um tempo maior, mas poderia ter vencido sozinha. Enquanto a historiografia burguesa exalta o papel do "Dia D" como o belo dia em que os aliados se uniram para derrotar Hitler, sabemos muito bem que esse "Dia D" só aconteceu porque os aliados perceberam que a URSS tinha condições de derrotar Hitler sozinha e que o socialismo não seria derrotado ali.

Os números não nos deixam mentir: enquanto a Inglaterra perdeu em torno de 400 mil pessoas, a URSS perdeu 27 milhões de vidas. São números impressionantes, cuja omissão pela imprensa burguesa deve ser considerada um crime.

A entrevista está em inglês.



Fonte: Red Ant Liberation Army

0 comentários: